Crossfit: modalidade, paixão, transformação e estilo de Vida.

Crossfit: modalidade, paixão, transformação e estilo de Vida.

Meu estilo de Vida

Crossfit: modalidade, paixão, transformação e estilo de Vida

Por onde começar?? Rsrsrs… Já há algum tempo fui convidada a escrever algo a respeito da modalidade que hoje vivencio não apenas como esporte, mas como um estilo de vida.
Mas como traduzir em palavras aquilo que pra mim é nada mais do que acordar, comer, ir para o box, treinar, comer, dar aula, comer, ir para casa…. ah acrescentem a tudo isso ser mãe e amamentar minha filha, trocar fraldas, lavar roupa, fazer comida, cuidar do Burpee sim o exercício tão famoso nos treinos de crossfit é o nome dado ao meu bulldoguinho, e sigo AGAIN, trocar fraldas, treinar, etc, etc.

Mas vamos lá, neste texto vou informar vocês o quanto o meu esporte é contagiante, o quanto ele me trouxe saúde e mudou completamente meus hábitos e escolhas, e o quanto esse cenário possui inspirações consideradas grandes nomes no cenário mundial do Crossfit que representam nós mulheres. As belas do Crossfit são mulheres muito bonitas sem mimimi fortes e bem mais preparadas que muitos marmanjos por ai…, e você assim como eu pode fazer parte desse estilo.

O crossfit foi responsável por modificar meus hábitos e escolhas, sim eram péssimos e totalmente desregrados, por ai já dá pra notar que a coisa não era muito boa antes! E vai por mim, posso afirmar que NÃO ERA!
Vale aqui falar um pouquinho da minha história, no passado fui uma adolescente sedentária mesmo, morria de vergonha das aulas de educação física do colégio, por ter estado acima do peso grande parte da minha vida, me achava feia e desengonçada. Resultado, todo inicio de ano era uma choradeira ate que convencia minha mãe a me arranjar um atestado que me liberasse mais um ano das aulas na escola. Se eu não frequentava as atividades com meus amigos do colégio imagina uma academia, ballet, jazz etc. Nunca!!!
O tempo passou, e o peso aumentou…
Meu presente de 15 anos foi uma semana em um spa de adultos, sim fui eu quem pediu, pois já sofria e muito com minha aparência.
Cheguei a pesar 89 quilos, essa foto ai debaixo já havia emagrecido 17:

2

Dieta vai, remédio vem, entre os fenproporex da vida e zero de atividade física decidi ser radical. Tomei uma decisão: queria estar magra para minha formatura (antes de educadora me formei psicóloga, mas essa é outra história também importantíssima para trilhar que fica para o próximo texto), bom, decidi procurar uma ortomolecular, era o MUST do momento, nem imaginava que entraria apenas GORDA, e sairia como UMA MULHER DE APENAS 21 ANOS SEDENTÁRIA, COM SOBREPESO E DIABÉTICA! Descobri ser resistente a insulina nos meus 20 poucos anos, e ainda ouvi de uma medica que o meu pâncreas, (um órgão importantíssimo que regula o hormônio da insulina), se encontrava fadigado, comparado ao de uma pessoa de 60 anos.
O tratamento?
Educação alimentar e ATIVIDADE FISICA! A única maneira de amenizar este desgaste seria me tornar ativa.
Não tive escolha, e por quase 10 anos odiei cada corrida, cada serie de leg press, cada aula pavorosa de body alguma coisa. Fiz dança do ventre, jiu jitsu, boxe, pole dance, afinal alguma hora eu iria encontrar prazer, não era possível!!! Eu via a satisfação das pessoas, porque não acontecia comigo?
Emagreci, tive de fazer algumas cirurgias plásticas para reparar sobra de pele, peito caído bla bla bla, claro que a essa altura eu já tinha uma motivação, eu já me enxergava bonita, já havia alcançado o peso adequado, mas e o tal prazer? Eu continuava procurando!
Conheci meu marido, ex-atleta de karate, jiu jitsu, mma e educador físico (risos). Ironia do destino, ele já havia feito alguns cursos de ketlebel, trx, e comecei treinar com ele, aquele momento em que você quer fazer uma moral com seu gato e une o amor às atividades físicas, e foi ótimo! Comecei a pegar gosto pela coisa, me sentia desafiada, mas faltava algo, eu queria me apaixonar de vez por algum exercício.

3

Um dia o Erico (meu marido) chegou e disse: “hoje nos vamos fazer um treino diferente”, há um tempo atrás ele havia feito com nosso querido embaixador Joel Fridman, um curso de iniciação a modalidade chamada Crossfit, e adivinhem: fizemos um TABATA de air squat! (Exercício de Agachamento livre sem carga). Para quem não é praticante de crossfit fica o convite a realizar este singelo e modesto treino de 3’50” minutos que não se utiliza de nada a não ser das próprias pernas.

Claro que eu também desdenhei na hora, e após dois dias ainda andando igual WALKING DEAD comecei me interessar em entender e conhecer mais sobre oque havia acontecido comigo.

4

Ai foi! Já era! O primeiro box jump, o primeiro DU, hand stand (me sentia a Dayane dos Santos rsrs ) quer emoção melhor que subir seu primeiro SNATCH com um par de anilhas? Você pode achar q estou falando grego, mas quem vivencia os exercícios e conhece, sabe bem que não há emoção maior!
Minhas escolhas mudaram, minha alimentação mudou, eu mudei, afinal vivenciava pela primeira vez algo que não era comida e me dava prazer, e queria melhorar, aumentar minhas cargas, diminuir meus tempos, não, não sou atleta, nem nunca tive a intenção de ser. Mas no meu esporte TODOS SOMOS ATLETAS!
Ai chegamos a segunda parte do meu texto, minha inspiração:
Sentia-me totalmente inspirada pelas Nossas Guerreiras Idolatradas, exemplos de superação que me motivam a treinar, são elas mulheres, lindas, disciplinadas que carregam com orgulho e muita dedicação o nome da minha comunidade, o nome do crossfit!
Busco através do exemplo que elas mostram sempre me superar em meus treinos não sou com elas, hello gente, sei das minhas limitações, não sou atleta, porém possuímos muita coisa em comum, pois a mesma paixão que vibra no meu peito, a mesma batedeira que sinto ao ouvir o 3,2,1 piiiiiiii do cronometro num Box, e a mesma exaustão, orgulho, superação ao final de cada wod. NÓS SENTIMOS!
Deixo aqui minha homenagem a estas lindas guerreiras, algumas tive a honra de conhecer pessoalmente, outras ainda desejo, e prometo um artigo só delas! Vocês não imaginam o quanto estas belas são feras!

icon_facebook

Crossfit Prudente

 

 

Leticia Bohac

Related Posts
Deixe um comentário